06/abril/2017

Procura-se técnico favorável a nova ponte do Centro

Cidade Plural quer fazer um debate sobre o projeto em podcast. Mas é preciso os dois lados…


redacao@cidadeplural.com.br

A Prefeitura de Blumenau anunciou na semana passada, o seu pacote de obras para os próximos anos. As várias intervenções urbanas na cidade citadas no pacote foram ofuscadas com o projeto da nova ponte do Centro, que teve edital aberto e novo projeto apresentado. A futura obra gerou novamente uma série de críticas de especialistas da área ao Executivo Municipal.

Com a intenção de contribuir com o sobre os rumos da Blumenau, o Cidade Plural tem a pretensão de realizar um debate sobre o projeto da nova ponte. A proposta é colocar um especialista favorável e um contrário no próximo Podcast do site. No entanto, não encontramos especialistas favoráveis fora do Executivo Muncipal. Por isso, lançamos o desafio:

Quem quer debate sobre a nova ponte com uma posição favorável a ela?

O arquiteto e urbanista Christian Krambeck, colunista do Cidade Plural, já se prontificou a participar do debate com a posição contrária ao projeto. Se não encontramos um especialista favorável, procuraremos o Executivo, algo que não é a intenção no momento.

A polêmica

A novela em torno da nova ponte do Centro começou no final do primeiro turno das eleições de 2012, quando o então candidato Napoleão Bernardes (PSDB) propôs alterar o trajeto da nova ponte que constava no projeto. No segundo turno, Jean Kuhlamnn (PSD), então candidato governista criticou a ideia do adversário alegando que a mudança não tinha argumentação técnica e que o traçado original já tinha um projeto pronto.

O assunto tornou-se a base do debate do segundo turno e Napoleão foi vencedor com 70%. Com o crédito das urnas, o agora prefeito colocou a Secretária de Planejamento para discutir o novo traçado desde o início do mandato. A obra acabou não saindo e o projeto original ficou sem os recursos que eram previstos em um financiamento com o Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID).

O projeto novo apareceu no pacote de obras anunciado semana passada com uma nova fonte de recursos. E causou mais polêmica. A proposta é de uma ponte simples, ligando as ruas Itajaí e Paraguai, com passagem para carros apenas no sentido Rua Itajaí/Rua Paraguai (Sul-Norte). O sentido contrário será um corredor exclusivo para ônibus.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *