25/fevereiro/2016

Bicicletada contra as mortes e a impunidade

Evento será nesta sexta-feira (26), às 19h30min, na Prefeitura de Blumenau


redacao@cidadeplural.com.br
FOTO:  Jaime Batista da Silva
FOTO: Jaime Batista da Silva

Paulo André Braga, estudante do Instituto Federal Catarinense (IFC) de apenas 18 anos. Atropelado por um motorista embrigado na BR-470, morreu no dia 10 de fevereiro desse ano, após ficar 11 dias na UTI. Paulo Lexotan, como era conhecido no meio artísitco, não foi o único ciclista vítima da imprudência em Santa Catarina esse ano. A combinação álcool e direção tirou a vida de outras duas pessoas em Florianópolis em 2016. A imprudência mata e pouca coisa acontece com os criminosos: o filho do empresário Eike Batista foi absolvido no Rio de Janeiro, mesmo sendo o responsável pela morte de um ciclista, quando estava em alta velocidade.

Essas são algumas das razões pelas quais ciclistas de Blumenau, de várias cidades brasileiras e até de Montevideu (URU) vão às ruas nesta sexta-feira (26) à noite. A Bicicletada Nacional será em protesto a impunidade com aqueles que cometem crimes contra ciclistas. Em Blumenau, será também em homenagem ao Paulo Lexotan.

Professor e cicloativista, Giovani Seibel explica que a bicicletada sairá da Prefeitura às 19h30min, com concentração às 19h, O trajeto será definido na hora, mas a intenção é ir até a BR-470, no local onde Paulo morreu, para instalar uma ghost-bike, bicicleta pintada de branco para marcar o local onde um ciclista perdeu a vida.

Bicicleta doada pela Marlon Bikes para o evento. FOTO: Divulgação
Bicicleta doada pela Marlon Bikes para o evento. FOTO: Divulgação

“Os ciclistas querem que os responsáveis sejam realmente punidos. A mobilização começou em Florianópolis e Porto Alegre, mas vai atingir o país todo”, comenta.

A bicicletada é um movimento independente de associações, que costumam ocorrer sempre em sextas-feiras próximas do fim do mês. Não será o primeiro evento deste gênero em Blumenau, uma cidade que ainda coleciona desrespeito e crimes contra ciclistas nas ruas.

One thought on “Bicicletada contra as mortes e a impunidade”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *