Lazer muito além da Oktoberfest

14 de outubro de 2017
Redação Cidade Plural

Okcoverfest no primeiro sábado. FOTO: Guilherme Lucca/Divulgação Ahoy

Quando o produtor cultural Leonardo Biz anunciou que faria um evento de rock em 2006 no período da Oktoberfest, muitos dos seus amigos estranharam a informação. A ideia era fazer uma festa de shows covers no início da noite, no antigo Donna D Bar, funcionando como um esquenta para a festa. “Você conseguiu autorização? Pode fazer festa durante a Oktober, eles me perguntavam. Como quase ninguém abria, achavam que havia uma ordem para isso”, comenta Biz.

A tal festa de covers teve bom público, cresceu e hoje ocorre em todos os sábados da festa, funcionando até tarde. A chamada Okcoverfest, hoje no Ahoy Tavern, no qual Biz é um dos proprietários, é um exemplo de como a cidade  mudou nos últimos 10 anos em relação ao lazer durante o mês de outubro. Bares e casas noturnas mantém-se abertas e atraem blumenauenses que não gostam da Oktoberfest, que gostam e até turistas que querem algo além do Parque Vila Germânica.

O empresário Fábio Wollstein abriu seu butiquin durante o mês de outubro no primeiro ano da casa. Depois fechou e com o passar dos anos, mudou de ideia, apostando em um público que não deseja ir para as festas típicas. Ele defende a manutenção dos locais abertos o ano inteiro, independente de outros eventos.

“Se tá aberto, tu fatura, se tá fechado não fatura. Outubro é uma data boa para agendar com bandas legais e eu defendo que não deve fechar nada em outubro e em todo o ano. Até ano passado o Butiquin Wollstein fechava no fim de ano. Agora, vamos parar somente nos dias 24, 25, 31 e 1”, afirma.

O agora Butiquin Wollstein Garten aposta no happy hour e vem atraindo com público, assim como o Okcoverfest do Ahoy Tavern, que ocorre nos três sábados da festa. Outra casa que aposta em festas para o público que quer fugir da Oktober é o Don Pub. Localizado próximo ao Parque Vila Germânica, a casa lançou a festa “Cansei de ser Friz” com os mesmos objetivos.

Confira a programação deste fim de semana além da Oktober

Sábado, 14, o movimento Hip Hop Independente, apoiadores e comunidade, das 14h às 20h, promovem na Praça do Anel Viário Norte, na República Argentina, músicas, brincadeiras e artes. Quem quiser apoiar o evento pode entrar em contato com Jackson através do telefone (47) 984322840. Mais informações: https://goo.gl/5WhxxC

Põe os óculos de sol que a partir das 15h o Sunset Capivara Hip Rock vai rolar na BierWald, na Ponta Aguda.

O Ahoy Blumenau traz o segundo dia de OkCOVERfest. Vai tocar cover de Black Sabbath, Green Day, Offspring e KOL.

Paula Cavalciuk e Libélula em Verso trazem o som autoral para a cidade. O evento ocorre no Greenplace (Rua Professor Gustavo Brandes, 69).

A bolacha vai rodar a noite no Don Pub. O Clube do Vinil vem regado pelo DJ Miro Pavi e Celso Castellen.

Heróis de Ninguém e Thirty Trees invadem o Baader, trazendo um repertório inde e pop rock.

E para fechar o repertório, Brazilian Jazz Night no Cafundó Bar Cultural.
——————————————————————————————————–

No domingo, 15, acontece a terceira edição do BluMedita no Parque Ramiro Ruediger, das 10h às 11h30. Além das práticas haverá uma conversa introdutória sobre Mindfulness. Os participantes devem vestir roupas confortáveis e levar uma toalha, tapete, almofada e/ou cadeira portátil. O evento é gratuito.

Já tatuado na agenda, das 10h às 17h, a Feirinha da Servidão Wollstein traz cinco atrações musicais, roda de poesia, espaço doulagem, aulão de forró e muitos feirantes! A feira acontece mensalmente na rua Floriano Peixoto e Curt Hering, no Centro.

Função RHK em Blumenau e Batalha King, na Mansão Wayne (Rua Valdir Kruger, 84) a partir das 15h.
E pra fechar, Oyá Tempo, Luiza Lian (SP), no Cafundó Bar Cultural, com um álbum visual, contemplando além das composições inéditas, um filme média metragem e um site. A apresentação inicia às 20h.