04/outubro/2018

Edital do Frohsinn deve ser lançado nos próximos dias

Autorização do Legislativo já foi aprovada em Plenário. Secretaria de Turismo diz que o edital está pronto


redacao@cidadeplural.com.br
FOTO: Jaime Batista da Silva

A Câmara de Vereadores de Blumenau aprovou nesta quinta-feira (4), em caráter de urgência, o projeto de lei que autoriza o Município a repassar a exploração do imóvel onde funcionava o Restaurante Frohsinn para a iniciativa privada. Assim que a lei for sancionada, o prefeito Mário Hildebrandt poderá lançar o edital para exploração do espaço. A expectativa é que isso ocorra em no máximo uma semana, pois o edital já está pronto.

O imóvel onde funcionou o Restaurante Frohsinn no Morro do Aipim foi fechado há seis anos. Há quatro anos, o prédio foi destruído em um incêndio criminoso segundo laudo do Instituto Geral de Perícias de Blumenau. Até hoje, não se sabe quem colocou fogo no local.

A reconstrução do prédio foi anunciada pela Prefeitura logo após o incêndio e os recursos vieram do seguro do imóvel. O primeiro edital, lançado em dezembro de 2017, não teve nenhuma proposta até 26 de fevereiro, data limite para abertura dos envelopes. Na época, o secretário de Turismo e presidente do Parque Vila Germânica, Ricardo Stodieck, chegou a levar empresários do ramo cervejeiro para conhecer a estrutura reformada. Porém, mais uma vez, não interessou a nenhum deles.

Após ter a expectativa abalada por nenhuma proposta apresentada, a Prefeitura voltou a estudar as condições do edital, para propor novamente. Na primeira proposta, quem vencesse a licitação, teria que investir cerca de R$ 700 mil para finalizar a parte elétrica, hidráulica e fazer cozinha no prédio reconstruído. O aluguel mensal de R$ 12 mil seria abatido até chegar a este valor. Além de uma cervejaria e pratos típicos no cardápio, o novo empreendimento tem que garantir o acesso ao mirante de forma gratuita ao público, mesmo que não estejam no restaurante.

O secretário de Turismo, Ricardo Stodieck, está sendo procurado pela reportagem do Cidade Plural para saber se há alterações significativas no novo edital.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *