SuaFestaMinhaCasa – o AirBNB dos eventos é blumenauense

Projeto está há um pouco mais de um mês no ar e já com planos para crescimento



Jornalista, editor do Cidade Plural

Para quem procura um transporte individual que não seja o táxi, o Uber está há um mês na cidade de Blumenau, ganhando confiança e elogios dos blumenauenses. Para quem procura uma hospedagem alternativa que não seja um hotel, o AirBNB já atua há um tempo na cidade. E para quem quer organizar um evento, seja ele público ou privado? Um grupo de blumenauenses decidiu apostar na economia criativa e criou o SuaFestaMinhaCasa, uma plataforma compartilhada para eventos e cerimoniais.

Lançado oficialmente no dia 6 de dezembro, o SuaFestaMinhaCasa possui um modelo bastante semelhante ao AirBNB. Cadastrando-se na página, você pode tanto alugar um espaço para realizar o seu evento, como disponibilizar um imóvel seu ou até mesmo uma parte da sua casa (como uma churrasqueira).

Pessoas físicas e jurídicas podem se inscrever e o locador define as regras de uso que o locatário aceitará ao fazer a reserva. A empresa SuaFestaMinhaCasa cobra apenas uma taxa de cada reserva efetuada e as opções de pagamento podem ser via cartão de crédito ou boleto. Não há cobrança de quem está alugando um espaço.

ACESSE AGORA – www.suafestaminhacasa.com

A proposta de criar o site surgiu em junho de 2016 durante o Startup Weekend, um evento que tinha como objetivo a formulação de novas ideias de negócio. O comunicador Felipe Rischbieter lembra que ele levou a ideia para um grupo de 10 pessoas que trabalhou a proposta durante um final de semana. No fim, cinco deles decidiram continuar a ideia. Além de Rischbieter completam o grupo o programador Felipe da Silva, o analista de qualidade Rafael
Cidral, o designer Maicon Albano e o administrador Roger Vieira.

“Decidimos continuar porque acreditávamos na ideia. Dessa forma começamos a nos encontrar quinzenalmente para discutir o projeto e demos continuidade ao mesmo com o uso de ferramentas online”, comenta Rischbieter.

A divulgação do projeto começou durante o segundo semestre do ano passado e quando o site passou a funcionar, no dia 6 de dezembro, 14 espaços já estavam cadastrados para reserva.  Passado um mês, a plataforma já possui cadastros de cidades como Joinville, Balneário Camboriú, Itajaí e Florianópolis. Os fundadores afirmam que a intenção é expandir o projeto pelo país, mas que isso será feito com calma, no momento certo.

O pouco tempo no ar já deu resultado. A blumenauense Jussara Imroth procurava um sítio para uma festa privada. Pesquisando na internet ela encontrou o SuaFestaMinhaCasa e um sítio que se enquadrava no que ela queria. Reserva feita, ela faz elogios ao locatário e a plataforma.

“O site é fácil de usar, o locatário atendeu bem e o pessoal do site me ligou perguntando como foi a visita, se estava dentro das expectativas. E assim que fiz o primeiro contato com o site, tive um retorno bem rápido”, comenta Jussara.

Parceiros e expansão

O pagamento das reservas é feita toda pela internet através da plataforma PagueVeloz, um gateway de pagamento desenvolvido por outra startup blumenauense.  Os planos da SuaFestaMinhaCasa para 2017 são para mais recursos e serviços aos clientes. Um dos focos é o aplicativo para Android e iOS (atualmente é só pela página).  O outro é incluir fornecedores para eventos na plataforma.

“Queremos aplicar o mesmo modelo de negócio ao mercado de prestadores de serviços e vendedores de produtos para eventos. Esse é um mercado muito informal e carente de uma solução que ajude os profissionais a serem encontrados e evitar fraudes nas transações. Dessa forma, nosso objetivo maior é tornar a plataforma um hub para o nicho de eventos, que solucione tudo, desde encontrar o espaço certo, até o buffet, a decoração e a banda”, explica Rischbieter.

O rumo escolhido pela startup é explicada em números. Segundo a Associação Brasileira de Empresas de Eventos, o mercado de festas e cerimônias privadas atingiu R$ 16,8 bi em 2014. Já a economia compartilhada, modalidade em qual o SuaFestaMinhaCasa está inserido, é de desejo de 68% dos entrevistados em um levantamento da Nielsen feito no mundo todo em 2014.