Cultura e Arte

29º Fitub: abertura com homenagem e protesto

Cena de Titus Fúria. FOTO: Daniel Zimmermann/divulgação
Cena de Titus Fúria. FOTO: Daniel Zimmermann/divulgação

Uma homenagem a professora Pita Belli, um espetáculo de duas horas de duração e um protesto nacional no fim. Foi assim a primeira note do 29 Festival Internacional de Teatro Universitário de Blumenau (FItub).

A solenidade de abertura ocorreu um pouco antes das 20h30min e foi marcado pelas emoções da professora Pita Belli. Coordenadora do Fitub nos últimos 15 anos e pronta para passar o comando, ela conteve as lágrimas pelo menos três vezes durante seu discurso de boas vindas, sendo ovacionada por mais de 700 pessoas que estavam no Grande Auditório. “Quero agradecer a equipe da Furb que se engaja no festival. Sem eles, não era possível fazer quase nada”, afirmou.

O reitor da Furb, João Natel, também homenageou Pita durante sua fala e citou Fábio Hostert, o sucessor no comando do festival. Após convidar o público já para a 30 edição no ano que vem, Natel deu por aberto o Fitub abrindo as cortinas para o espetáculo Titus Fúria, da companhia Trezencena da Unicamp de Campinas (SP).

O espetáculo que tem o texto original de William Shakespeare conta a história do General Titus Andronicus que após voltar vitorioso de guerras para o Império Romano, tinha a chance que assumir o trono, mas preferiu apoiar um dos filhos do antigo imperador. Traído pelos aliados, Titus planeja a vingança em mais uma tragédia romana do autor inglês.

A montagem do grupo de Campinas incluindo elementos modernos como arma de fogo, expressões atuais em meio ao clássico, uma trilha sonora ao vivo com um guitarrista tocando em um dos camarotes do grande auditório e o uso de elementos no cenário que recebeu elogios do público ao fim do espetáculo.

Para a maioria do público que o Cidade Plural conversou após a peça, o ponto negativo foi o tamanho do espetáculo. Com duas horas de duração, a peça perdeu fôlego na metade e só retomou a atenção no fim, quando algumas pessoas já haviam deixado o auditório.

Protesto

No fim, a diretora do grupo Trezencena fez um manifesto verbal contra a atual situação do país. Ela citou casos de homofobia, racismo e estupro no país, os dois últimos abordados em Titus Fúria, e falou das lutas da sociedade e da classe artísticas no país. A diretora se despediu com um “Fora Temer” aplaudido de pé pela maioria do público.

—-

Segundo dia

Dois espetáculos serão apresentados nesta sexta-feira (8) para o público em geral no Fitub. Às 20h30min, o grande auditório recebe a peça “Los que fueran a la fiesta” da
Compañía de los Graduados de la UNA da Argentina. A peça terá uma hora de duração e 799 ingressos foram colocados à venda.

Às 22h30min, será a vez da peça Corpus- Área de Silêncio da companhia Teatro de Gomorra (USP-SP). O espetáculo de 45 minutos será apresentados no Galpão da Arquitetura da Furb com 100 ingressos disponíveis. A classificação indicativa da peça é de 18 anos.

Os ingressos custam R$ 18 (inteira) e R$ 9 (meia) e podem ser comprados uma hora antes do espetáculo na bilheteria do teatro.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *